segunda-feira, 17 de abril de 2017

[RESENHA] Nuvens de Ketchup



Há alguns meses Zoe Collins guarda um segredo. Uma culpa imensa a perturba. Ela quer contar para alguém, de alguma forma se libertar. Depois de algumas buscas na internet, ela descobre que pode enviar cartas à presidiários no corredor da morte...



"Foi um garoto. Eu o matei, três meses atrás, exatamente. Quer saber o que é pior? Eu escapei impune."  


  Ela escolhe como destinatário um homem chamado Stuart Harris. Ele também cometeu um assassinato e está condenado a morte. 
  As cartas giram basicamente em torno de dois âmbitos. O primeiro é a família de Zoe que passa por problemas financeiros e familiares. E o segundo, não menos importante, é o triângulo amoroso que ela mantêm simultaneamente com dois irmãos, Max e Aaron.


 "Abra bem essas suas asas fortes. E voe."


  Apesar de um título nada sugestivo, Nuvens de Ketchup não trás nada de muito inédito. Ele é 100% composto por cartas na perspectiva da Zoe. A princípio, tive dificuldade em deduzir a idade da personagem principal e de suas irmãs. As falas e as atitudes não são correspondentes, difícil de assimilar.
  Me perdoem, dei um spoiler de primeira, mas já vou adiantando que no livro é assim.
  Enfim, não vou concluir dizendo que a leitura foi ruim. A narrativa é bastante envolvente, tem um tom de mistério interessante e eu li rapidinho. No geral, eu recomendo o livro, porém, não espere muito dele. Beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário